domingo, 22 de março de 2015

Sobre Maceió

Aos leitores que pretendem conhecer Maceió nas próximas férias, aqui vão algumas dicas:




- ALUGUE UM CARRO = Se você puder, eu recomendo sim. Com o carro você poderá fazer seu roteiro, ir nas praias que quiser, fazer seu horário e não depender de agencias de turismo. As agencias e guias que levam turistas às praias mais longe e passeios, costumam arrecadar turistas as 5h da manhã e passam de hotel em hotel até pegar e largar todo mundo. Um saco!

Alumamos um carro 1.0, com ar condicionando e GPS pela empresa Movida, que nos atendeu muito bem! Não tivemos nenhum tipo de incomodação, e olha que até atolamos o carro em uma das praias e o carro ficou todo cheio de areia!!! (risos). E, em duas semanas que ficamos por lá, só abastecemos o carro uma vez. Foi muito econômico. Durante a noite, ele também foi bem importante para sairmos para jantar, ir ao shopping, etc. 
Mas tenha em mãos um GPS, ou o google maps (esta ferramenta é fundamental em uma viagem)






- TÁBUA DAS MARÉS e LUA CHEIA = Essa é a dica mais útil. Procure fazer sua viagem em época de lua cheia!! Lá, tudo é regido pela "Tábua das marés" e as piscinas naturais, que são o melhor da viagem, só acontecem com a maré baixa. 

"As piscinas naturais só aparecem na maré baixa. A vazante faz com que a água fique represada nos recifes, que se transformam por três ou quatro horas em aquários (ou pelo menos grandes tanques). A pegadinha está no fato de que o horário das marés não é constante. Todo dia a mudança das marés ocorre entre 30 e 45 minutos mais tarde do que no dia anterior. Se num domingo a maré mais baixa ocorrer às dez da manhã, na terça-feira vai ocorrer entre onze e onze meia. Onde você encontra essa informação? Na tábua das marés. Os hotéis dos lugares com piscinas naturais normalmente exibem a tábua das marés na recepção. Você pode buscar essa informação online, nos sites de previsão do tempo ou no próprio site da Marinha."




Esse passeio foi na Praia de Pajuçara. O nível das marés varia com a lua. E na lua cheia e nova, as piscinas ficam bem baixas e cristalinas! Essas fotos são do passeio que fizemos. Pegamos a jangada e entramos alguns Km mar adentro e lá encontramos essa linda piscina natural onde ficamos com água na cintura no meio do mar e com esses peixinhos ao nosso redor. 





É muito legal entrar no meio do mar e dar pé. Olhaí, o meu filho, de 6 anos, sem boia no meio do mar!





 "As maiores piscinas sempre são as mais desejadas – e por isso mesmo, as mais cheias. Não se deixe levar somente pela fama. Se lhe oferecerem piscinas naturais menos conhecidas, porém mais próximas de onde você está, vá nessas. Você vai ter menos companheiros, e não vai correr o risco de se sentir num banho coletivo japonês. O que encanta numa piscina natural (mais até do que os peixinhos!) é o fato de surgir um lugar no meio do mar onde dá pé. E isso qualquer piscininha pode proporcionar"





- ONDE COMER = A comida é realmente um pouco diferente do sul do Brasil. Diria que é uma mistura de sabores europeus, africanos e indígenas. Muita tapioca, carne de sol, sururu, caldo de feijão, macaxeira, pirão, e muitas frutas exóticas e diferentes!! Não deixe de prestar atenção nos nomes. 


- O PARMEGIANNO = Este restaurante ficava na mesma quadra do nosso hotel Sete Coqueiros (vou falar dele depois) e não foi só por isso que elegemos um dos melhores. A comida realmente era muito boa, bem servida, e os preços bem honestos. Almoçamos e jantamos muitas vezes e todas foram excelentes. Vale a pena. 


O restaurante também possui menu  KIDS 




Os pratos são realmente bem servidos. As vezes pedíamos um e dividíamos. Dependendo da fome, dá tranquilo!



  1. Parmegianno: Travessa Doutor Antônio Gouveia, 1235. Maceió

- CASA DE MÃINHA = Este também ficava pertinho do nosso hotel, na rua ao lado. O buffet de comida regional era bem gostoso. Confesso que o que mais curti foram as sopas!!! Muitas variedades e todas uma delicia. Sem falar na decoração típica nordestina, garçons vestidos de cangaceiros e o preço justo. 














Casa de Mãinha: 
Rua Engenheiro Democrito Sarmento Barroca, 80 - PajucaraMaceióAlagoas

- DIVINA GULA = Este é sem dúvidas um dos restaurantes mais legais que eu já fui. Adorei a decoração. o clima do lugar e o principal: a comida. Mais um lugarzinho que você deve ir quando estiver em Maceió. Super bem frequentado, já passaram por lá muitos artistas, músicos, escritores, jornalistas, políticos etc.
A comida é regional com toques de mineira, graças ao seu Chef que veio de Minas e fundou este delicioso restaurante. 






















Divina Gula: Av. Eng. Paulo Brandão Nogueira, 85, Jatiúca. Maceió

- RESTAURANTES NA ORLA = Sempre valem a pena. Principalmente se você gostar de frutos do mar! 







Nenhum comentário: