sexta-feira, 26 de agosto de 2011

La Sebastiana - A casa de Neruda

Eu não sei vocês, mas eu sou apaixonada pela obra de Pablo Neruda e não podia deixar de visitar umas das suas casas. Das três abertas ao público, La Sebastiana, em Valparaíso, é a que mais deixa ver o lado informal do poeta, até porque atrai menos gente e você não é obrigado a fazer uma visita com guia. Neruda mudou-se para essa casa em 1961 com sua terceira mulher. Encarapitada no alto de um morro, proporcionando uma vista estupenda da baía, era a sua "casa en el aire" e, embora ele tenha passado menos tempo em La Sebastiana do que nas outras residências, imprimiu em cada canto dela seu estilo e entusiasmo.

Os corredores estreitos e sinuosos e as cores vivas dos cômodos da casa parecem refletir o espírito de Valparaíso, e os intocáveis objetos bizarros trazidos pelo poeta são simplesmente deslumbrantes, do pássaro corocoro venezuelano embalsamado, que pende do teto da sala de jantar, ao cavalo de madeira na sala de estar, tirado de um carrosel de Paris. Após o golpe de 1073, a casa foi diversas vezes destruída por militares, mas a Fundación Neruda a restaurou meticulosamente e a transformou em museu em 1992.

Nenhum comentário: