sexta-feira, 18 de junho de 2010

Puerto Madero

É o símbolo da Buenos Aires futurista. Em seus 170 hectares do antigo porto, hoje existem edifícios comerciais e lofts, universidades e galerias de arte, restaurantes e cinemas, cercados de um amplo espaço verde que se somam com as brisas do Rio da Prata.


Em um ambiente agradável, pertinho do centro, este bairro de Buenos Aires tem sua imagem mais vanguardista: a tranquilidade da reserva ecologica da Costanera Sur, mais atrás os docks reciclados, as torres dos prédios envidraçados. Verde e água, paisagismo e harmonia ditam a forma dessa proposta urbana e ultra-moderna, onde a estética e a natureza se entrelaçam para formar o papel fundamental deste local.

Conhecido com uma zona sofisticada de gastronomia e passeio, hoje, Puerto Madero é ponto de encontro para a diversão e para os negócios da cidade.


Os 170 hectares que compõem Puerto Madero constituem o setor mais valorizado de Buenos Aires, e por sua vez, o mais seguro. É o bairro com a menor população (não mais que 500 habitantes) e o que tem recebido maior investimento nos últimos anos.


Durante 1993 começaram as transformações e a revitalização dos depósitos pertencentes ao velho porto, que foi inaugurado em 1899 e que pouco depois perdeu operatividade. Foram criados bares e reconstruíram seus galpões originais, conservando a fachada de ladrilhos pardos, suas vigas de ferro fundido e seu estilo britânico: hoje lá funcionam restaurantes, bares, cinemas, a sede da Universidade Católica Argentina, e centenas de escritórios e lofts.


Buenos Aires esteve sempre intimamente ligada ao porto, tanto que seus habitantes são conhecidos como "porteños" por toda Latino América. Desde a fundação, as embarcações atracavam em uma considerável distancia da costa com suas amplas praias naturais do estuário do Rio da Prata, e assim, barcos e carretas transportavam passageiros e mercadorias até terra firme. Somente em 1872 foi construido o dique e os depositos de Las Catalinas, embaixo das atuais ruas Viamonte y Córdoba. Anos mais tarde foi criado um porto completo, seguindo o projeto do engenheiro Eduardo Madero, cuja obra se iniciou em 1887 e se finalizou em 1898. Pronto, no entanto, o imenso crescimento do tráfico marítimo deixou as instalações inadequadas, e surgiu o porto novo, localizado ao norte do anterior.

Após algumas décadas de esquecimento, hoje Puerto Madero representa o máximo em qualidade de vida. Caminhar pela avenida, às margens do cais, é um passeio recorrente das famílias portenhas, gente de negócios e turistas.

Nenhum comentário: