terça-feira, 27 de abril de 2010

A nova cara de San Telmo

San Telmo é um dos bairros mais antigos e charmosos de Buenos Aires. Adoro caminhar pelas ruas, observar a arquitetura dos prédios, tirar fotos e entrar nas lojinhas moderninhas que agora se instalaram por lá. Confesso que, até este final de semana, eu achava que San Telmo só tinha lojas velhas, cheias de quinquilharias mofadas que nunca me chamavam a atenção. Mas, San Telmo, não é mais aquele bairro conhecido apenas pela famosa feirinha de antiguidades dos domingos. Aleluia!
Este fim de semana, eu e marido, mais uma vez, deixamos o baby com os avós e partimos para uma merecida "Littlehoneymoon" na 'cidade maravilhosa'. Sim, os cariocas que me perdoem, mas, mesmo sendo eu, uma grande amante de praia, na minha humilde opinião, a capital porteña, é a verdadeira cidade maravilhosa. Por que será que esta cidade é tão apaixonante??? Eu tenho certeza absoluta que em outra vida eu fui argentina. Ah, se fui... E quase que dessa vez, eu entrei num salão para fazer um corte argentino. Quase! Faltou foi tempo... Enfim, voltando a San Telmo, eu sempre achei que ele não tinha o charme da Recoleta e nem o clima moderninho de Palermo. Mas, para a nossa surpresa, San Telmo deu uma baita revigorada. Está parecida com a Palermo do inicio, antes dos paulistas invadirem. Tem mil lojinhas descoladas, cheia de novidades e objetos pra lá de malucos. Eu só não enlouqueci porque marido não tava com muita paciência pra entrar em todas as portinhas coloridas e com som bombando que encontrava pela frente. Será preciso uma trip de "luluzinhas" para desbravar todas as lojas de San Telmo, Florida, Recoleta, Palermo...

Uma das lojinhas mais legais por lá é a L´ago, que fica na Defensa entre Estados Unidos e Carlos Calvo. Tem de tudo, obejtos de decoração retrô, brinquedos, acessórios e muito, muito mais pra enlouquecer qualquer pessoa. Vale a pena perder alguns minutinhos ali e sair com algumas sacolinhas. Eu saí!


Claro que as lojas e os mercados com antiguidades valem a pena (pra quem gosta de velharia), e é tão bacana ver coisas do tempo em que nem éramos nascidos, que dá vontade de trazer umas coisinhas...


Nenhum comentário: